Resenha: Naomi e Ely e a Lista do Não Beijo

Imagem relacionada

TÍTULO: Naomi & Ely e a Lista do Não Beijo
TÍTULO ORIGINAL: Naomi & Ely’s No Kiss List
AUTORA: David Levithan & Rachel Cohn
EDITORA: Galera
PÁGINAS: 256
NOTA: 5 Estrelas

Sinopse: A quintessência da história da menina que gosta de menino que gosta de meninos. Uma análise bem-humorada sobre relacionamentos. Naomi e Ely são amigos inseparáveis desde muito pequenos. Naomi ama Ely e está apaixonada por ele. Já o garoto, ama a amiga, mas prefere estar apaixonado, bem, por garotos.

.
Para preservar a amizade, criam a lista do não beijo — a relação de caras que nenhum dos dois pode beijar em hipótese alguma. A lista do não beijo protege a amizade e assegura que nada vá abalar as estruturas da fundação Naomi & Ely. Até que… Ely beija o namorado de Naomi. E quando há amor, amizade e traição envolvidos, a reconciliação pode ser dolorosa e, claro, muito dramática.


O que eu achei?

Leia mais »

Anúncios

Resenha: O Discurso “Faça Boa Arte”, de Neil Gaiman

 

na sua estante.JPG  

Título: O Discurso Faça Boa Arte
Autor: Neil Gaiman
Páginas: 80
Editora: Intrínseca
Estrelas: Resultado de imagem para fotos de estrelas png 5/5

na sua e.JPG

Esse livro é realmente todo o discurso que o Neil Gaiman fez para os formandos da The University of Arts. Onde ele falou sobre sua vida e início de carreira, sobre não ter feito universidade, sobre o maior e melhor conselho que ele já recebeu na vida. 

na sua estantt.JPG

É um livro curto e interativo, feito para inspirar, feito para você pensar nos seus sonhos, e como disse Gaiman, pensar sobre a montanha, que é a escalada, o caminho que seguimos em busca dos nossos sonhos. Esse livro não é só para quem já passou dos vinte e ainda tem incertezas etc. Ele é para todas as pessoas que tem sonhos, que querem vivenciar seus objetivos, que querem alcança-los, que querem realiza-los. 

Ele parece aqueles livros que são tipo um manual, para quando você precisar de um conselho, ou tiver com incertezas, você pega ele e lê, e deixa que ele te recoloque em direção a montanha. 

na sua estan.JPG

Não importa se você é de exatas, porque esse livro fala sobre sonhos, e sonhos é a linguagem que todo mundo entende. Não importa qual profissão você queira seguir, porque assim como todo mundo, você terá que escalar a sua montanha, terá que passar por obstáculos, por pedras no caminho, por momentos de incertezas e indecisões, por momentos de dificuldades, assim como quase todo mundo na vida. Terá que assumir riscos, terá que pagar contas, e isso é o que vai te ensinar, você aprendera durante todo o seu percurso enquanto sobe a montanha. Ruim seria você não passar por isso, ruim seria você não ter a experiência que adquiriu com seus erros e tombos e acertos, pois isso é essencial. 

na sua est.JPG

Amei o livro, o discurso do Gaiman é fantástico. O Melhor conselho que ele já recebeu (não irei falar de quem ele recebeu, você descobrirá quando ler o livro, haha <3) pode-se dizer que é realmente o melhor conselho e muito válido, pois quase sempre esquecemos desse detalhe que é o que faz a caminhada valer a pena, aproveitar os momentos.

nsee.JPG

Não se esqueça que mais importante que chegar no topo da montanha é aproveitar cada momento enquanto você caminha, pois na hora que você brilhar lá de cima, terá mais ensinamentos, saberá valorizar mais você mesmo, seus esforços e as coisas ao seu redor, saberá que a humildade é muito importante em todo o processo. 

na sua es.JPG

Aqui no post deixarei o vídeo do discurso do Neil Gaiman, caso você queira assistir.

nasuaes.JPG

Vídeo:

http---signatures.mylivesignature.com-54494-223-2CC7EC01C2A2D367655FA40B8E2B98B9

 

 

Resenha: Surpreendente

Resultado de imagem para fotos do livro surpreendente

Título: Surpreendente
Autor: Maurício Gomyde
Páginas: 272
Editora: Intrínseca
Estrelas: Resultado de imagem para fotos de estrelas png 5/5

Sinopse: “Pedro Diniz tem um desafio e um problema pela frente. O desafio: filmar um roteiro magnífico capaz de surpreender o público e conquistar o maior prêmio do cinema brasileiro. O problema: não ter ideia de como fazer isso. Aos 25 anos, recém-formado, Pedro está convencido de que é um sujeito muito especial, que tem a missão de usar o cinema como instrumento para melhorar o mundo. Diagnosticado na adolescência com uma doença degenerativa que o condenaria à cegueira, ele contraria a lógica da medicina quando a perda de sua visão estaciona de forma inexplicável. Enquanto comanda o último cineclube de São Paulo e trabalha em uma videolocadora da periferia, Pedro planeja seu próximo filme, a obra que vai consagrá-lo. E, para animar as coisas, conhece a intrigante Cristal, uma ruivinha decidida, garçonete e estudante de física nuclear, que mexe com seu coração. A perspectiva idealista de Pedro, porém, sofre sérios abalos. Atormentado por um segredo, ele parte com os amigos Fit, Mayla e Cristal numa longa viagem até Pirenópolis, em Goiás, a bordo de um Opala envenenado. Com câmeras nas mãos e espírito de aventura, a equipe técnica improvisada está disposta a usar toda a sua criatividade na filmagem feita na estrada ao sabor de encontros inesperados e de sentimentos imprevisíveis. E o jovem cineasta descobre que, quando o destino foge do script, nada supera o apoio de grandes amigos.”

Sur....pngGostei muito da capa do livro, o motivo pelo qual o olho turco está nela é bem diferente do qual eu tinha imaginado no começo. As folhas do livro são amareladas, e os ‘capítulos’ são curtos, a escrita do autor é muita agradável, o que faz a leitura fluir muito bem. Gostei de todos os personagens apresentados na história do Pedro, principalmente o Fit, o melhor amigo dele. (Quero um amigo desses para minha vida! Haha) 

Quando eu li a sinopse do livro, só por ela eu já sabia que iria gostar da história, pois o personagem principal, o Pedro, ele e eu temos uma coisa em comum, o amor pela sétima arte. E eu já sabia que o livro iria abordar esse tema. Mas a história toda em si me prendeu bastante, eu curti toda a narrativa e gostei do que ela quis passar desde o decorrer até o final do livro.

O livro é nacional, escrito pelo Maurício Gomyde e toda a história se passa aqui no BR em SP. O que me fez comprar o livro não foi só pela sinopse, (além de que ele estava em promoção nas Americanas, haha) mas também o fato de que toda a trama iria se passar aqui no BR, e levando o fato de que eu li pouquíssimos livros que a história se passa por aqui, território nacional, resolvi apostar. 

Resultado de imagem para fotos do livro surpreendenteO personagem principal, Pedro, é formado em Cinema, e é amante da sétima arte. Ele se considera um semeador do cinema felicidade. Cinema felicidade é um projeto que ele mesmo criou e o nomeou assim. Apesar de ter nascido em uma família de posses, ele trabalha em uma locadora, localizada em um bairro carente de SP. Onde ele tenta espalhar e plantar sementes nas pessoas a partir dos filmes, principalmente os clássicos. Ele também trabalha em um SubCultural, que é a última do estado que ainda passa filmes para as pessoas assistirem de graça, e assim ele segue com seu trabalho de semeador. 

Ele também é louco para ganhar o Cacau de ouro, prêmio do cinema brasileiro, que ocorre a cada dois anos. Ele já participou duas vezes do prêmio, e e uma delas ficou em terceiro lugar. Mas para ele, ele não desistirá nunca, até conseguir o troféu. A mãe dele, uma advogada renomada, não suporta o fato de o filho dela trabalhar em uma locadora no suburbio da cidade. Sempre insiste para que ele, o Pedro, largue esse emprego. Mas para ele isso está fora de questão. 

Até que ocorre um fato bem trágico, que mexe com o semeador e todo o seu pensamento otimista sobre o cinema. E muda toda a sua perspectiva sobre a realidade da vida, e ele vai em busca disso, em busca da verdade da realidade da vida, junto com seus amigos, e irá enfrentar duras verdades e realidades sobre como ela pode ser cruel e ao mesmo tempo uma boa escola de aprendizagem. 

 

Eai, o que acharam da resenha? Comenta ai! Já leu o livro? O que achou? Comenta também! Beijo 🙂

http---signatures.mylivesignature.com-54494-223-2CC7EC01C2A2D367655FA40B8E2B98B9

 

 

 

Resenha: A Garota no Trem + Trailer do Filme!


Resultado de imagem para fotos do livro a garota no tremTítulo:
 A Garota no Trem

Autora: Paula Hawkins
Páginas: 378
Editora: Record
Estrelas: Resultado de imagem para fotos de estrelas png 5/5

Sinopse: Todas as manhãs Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas d’água, pontes e aconchegantes casas. Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes – a quem chama de Jess e Janson –, Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess – na verdade Megan – está desaparecida. Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos.

Resultado de imagem para fotos do livro a garota no tremRachel colocou a sua vida em modo avião, nada de novo acontece, todos os dias é a mesma coisa, ela pega o trem das 8h em direção a Londres e depois pega o trem das 17h de volta para casa. É tudo uma monotonia, os dias dela. Rachel é uma mulher casada e que para ela vivia uma vida perfeita, até que se deixou levar pelo álcool e por desejos que ela não podia realizar. Seu casamento acabou, e ela se deixou levar por essa tristeza. Passou a não cuidar mais da aparência, seu café da manhã, almoço e jantar é o álcool. Ela mora em um quartinho na casa de uma amiga e sempre que bebe sofre de lapsos de memórias, que a leva a fazer coisas que no dia seguinte não se lembrará de mais nada.

Resultado de imagem para fotos do livro a garota no trem

Todas as manhãs no trem das 8h, quando ele para no sinal vermelho, em frente ao bairro que ela morava com seu ex marido, onde agora ele mora com a atual esposa, ela passou a reparar em uma casinha onde mora um casal, que ela chama de Jess e Jason. Para ela eles levam uma vida perfeita. Até que certo dia, ela recebe a notícia de que a mulher que morava naquela casa desapareceu, e tem um lapso de memória de que ela possivelmente, depois de uma bebedeira, foi até aquele bairro para tentar fazer as pazes com seu ex, o mesmo bairro onde a sua ‘Jess’ mora e está desaparecida, e ela tem certeza de que presenciou algo importante sobre esse caso, porém, ela não lembra de nada. E é ai que toda essa história começa!

Resultado de imagem para fotos do livro a garota no trem

  • Ok, ok! Essa história é amazing! Ela vai, tenho certeza, aguçar seu lado FBI, assim como fez comigo! Haha. É o primeiro thriller que leio e achei incrível turma! Terminei de ler esse livro em dois dias! Haha
  • A capa do livro achei bem legal. As página são amareladas < 3 e como já falei, a história é muito boa.
  • A personagens principal, Rachel, é uma bêbada, e tinha uns momentos que eu pensava “porra Rachel, caramba, pra quê que cê vai fazer isso?! Para de beber um minuto, pleasee!!” Haha. Mas ela tem uma personalidade, porém se deixou levar pelas decepções e pelo álcool.. no decorrer da história você descobrirá porque..

Resultado de imagem para fotos do livro a garota no trem

  • Vou falar pra vocês que eu virei uma investigadora de primeira! Haha. Fiz fichas de todos os personagens e sai interligando todos com o crime para tentar achar a pessoa responsável. Fiz até um top três de suspeitos! Haha. E nesse meu top três estava a pessoa que cometeu crime desde o começo!! A-ha!
  • Se você gosta desse gênero e ainda não leu esse livro, vale muito a pena, mesmo! E se você nunca tinha lido nada, assim como eu, desse gênero, começa por esse livro porque eu garanto que a história vai te prender assim como me prendeu até o final!
  • Esse livro vai virar filme! O filme lança em Outubro -2016- nos cinemas. Eu sugiro que você leia o livro antes de assistir o filme, vai por mim, tu não vai se arrepender! Agora se liga ai no trailer!:

Amei esse trailer! Comenta ai o que achou da resenha, do trailer, se pretender ler antes do filme sair ou se já leu comenta o que achou do livro, irei gostar muito de saber! Beijo 🙂

http---signatures.mylivesignature.com-54494-223-2CC7EC01C2A2D367655FA40B8E2B98B9

 

Resenha: A Filha do Sangue

Resultado de imagem para fotos do livro a filha do sangueTítulo: A Filha do Sangue #1
Trilogia: As Joias Negras
Autor: Anne Bishop
Páginas: 432
Editora: Saída de Emergência
Estrelas: Resultado de imagem para fotos de quatro estrelas png 4/5 

Sinopse: O Reino Distorcido se prepara para o cumprimento de uma antiga profecia: a chegada de uma nova Rainha, a Feiticeira que tem mais poder que o próprio Senhor do Inferno. Mas ela ainda é jovem, e por isso pode ser influencidade e corrompida. Quem a controlar terá domínio sobre o mundo. Três homens poderosos, inimigos viscerais – sabem disso. Saetan, Lucivar e Daemon logo percebem o poder que se esconde por trás dos olhos azuis daquela menina inocente. Assim começa um jogo cruel, de política e intriga, magia e traição, no qual as armas são o ódio e o amor. E cujo preço pode ser terrível e inimaginável.

Resultado de imagem para fotos do livro a filha do sangueOs Sangue são uma espécie mágica que vive em uma sociedade matriarcal. Inicialmente foram criados para serem protetores do reino e servirem as Trevas, contudo, ao longo dos anos, os mais ambiciosos chegaram ao poder e todos sofreram sob o comando de Rainhas cruéis. A sociedade atual consiste nessas fêmeas tirânicas no poder, quando qualquer macho poderoso, que poderia ter sido uma ameaça ao sistema, é dominado e torna-se um escravo sexual. 

   O poder dos Sangue precede de pedras chamadas Joias – sendo que, quanto mais escura sua joia, mais poderoso você é –, e cada indivíduo possui duas: uma, recebida como um Direito de Progenitura, e outra, que pode ser “evoluída” três níveis acima da sua de direito. A magia desse povo é chamada de Arte. 
  Muitos aos atrás uma profecia foi feita. Dizia que uma Rainha, A Feiticeira, chegaria, e o seu destino seria governar o povo de Teirelle da maneira correta, destruindo a sociedade corrompida que agora existe. Tal Feiticeira, de fato, chega; contudo, ela ainda não passa de uma menina. Dona de tamanho poder nunca antes visto, Jaenelle é um extramente talentosa, mas ainda é vulnerável, jovem e inocente – estando, assim, sujeita a influências que podem corrompê-la. Ai que entra três homens na história, Saetan, Daemon e Lucivar, que irão tentar a todo custo instruir, cuidar, amar, servir a ovem Feiticeira. Porém, isso não será nada fácil, e cabe a eles proteger Jaenelle do mal que tantos anos azola Teirelle.
“– Não. Somos o que somos. Nem mais, nem menos. O bem e o mal existem em todos os povos. Atualmente, quem domina é o mal que existe entre nós.”
  • Eu comprei esse livro pela capa, admito, haha. Pois é muito linda, todos os mínimos detalhes são bem feitos e as páginas são amareladas.
  • A sinopse não conta nem metade do que a história de fato é. Pois é muito complexa e seria impossível de explicar apenas por aqui. Prepare seu estomago para essa leitura pois nesse mundo aborda assuntos muito delicados e que são bastante normais nesse universo.
  • Para mim a leitura não foi tão cansativa por ser um mundo muito complexo. Nos primeiros capítulos você fica meio perdido, e é por isso que no livro tem explicando todas as coisas sobre esse mundo para que você não se perca em determinado momento. Mas ao passo que eu não achei a leitura cansativa, achei ela massante. Demora demais para as coisas se desenrolarem, para as coisas acontecerem, e sendo bem sincera, a história só me prendeu mesmo do final da metade do livro para o final da história em si. 

“Há perguntas que não devem ser feitas até que uma pessoa tenha maturidade suficiente para apreciar as respostas.”

  • Os personagens são extremamente fortes e de personalidade, o que é muito bom pois dá uma firmeza na história. 
  • Eu achei o final muito bem feito e colocado estrategicamente para que você tenha vontade de ler o segundo livro logo em seguida. Depois que chega no fim, tem disponível o primeiro capítulo do segundo livro para você ler e fazer com que fique com o gostinho de quero mais. Porém, eu não sei se quero continuar a leitura dessa série (Sim, a Trilogia das Joias Negar ganhou uma continuação e temos um total de 9 livros inseridos nesse universo.), ainda não decidi, por isso deixarei em aberto, haha. 
  • Se você gosta de um mundo fantástico mais extenso, complexo, com personagens fortes e decididos, a série das Joias Negras foi feita pra você!

Comenta ai se você se interessou pelo livro ou se já leu fala ai o que achou! Beijo  🙂

http---signatures.mylivesignature.com-54494-223-2CC7EC01C2A2D367655FA40B8E2B98B9

 

Resenha: O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares


Resultado de imagem para fotos do livro o orfanato da srta peregrineTítulo:
 O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares #1

Trilogia: O Orfanato da Srta. Peregrine
Autor: Ransom Riggs
Páginas: 335
Editora: Leya
Estrelas: Resultado de imagem para fotos de estrelas png 5/5 

Sinopse: Tudo está à espera para ser descoberto em O orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Nossa história começa com uma horrível tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo, por mais impossível que pareça, ainda podem estar vivas. 

OrfanatoPeregrine.jpg Jacob, o protagonista, desde criança escutava histórias incríveis contadas pelo seu avô Abe, sobre crianças peculiares, que conseguiam voar, ser invisíveis etc., seu avô lhe contava que já tinha lutado com monstros horríveis… Jacob acreditava firmemente nas histórias do avô, pois além de acha-las incríveis, ele adorava aventuras.. mas enquanto Jake ia crescendo, ele ficava com dúvidas sobre acreditar se as história contadas pelo avô não eram apenas isso, histórias inventadas. Aos 15 anos, ele, que era muito próximo do avô, e admirava-o  muito, ainda se questionava sobre essas guerras contra monstros e essas crianças peculiares. E pensava consigo mesmo que nunca iria viver uma aventura como fora a vida de seu avô. Abe, com o intuito de fazer com que Jacob acreditasse, lhe mostrou algumas fotografias peculiares, -o avô do Jacob fora criado em um orfanato, por ter perdido os pais na guerra- para Jake, aquelas fotos não poderiam ser reais, ele se perguntava: como alguém poderia ser invisível por natureza? ou, como alguém pode ter abelhas dentro de si mesmo? Impossível. 

livro 2.jpg

Para ele, agora, as incríveis histórias das aventuras de avô, que ele escutava desde sua infância, não passavam de ilusão para ele, e que realmente a infância do seu avô não foi tão mágica quanto parecia. Com o decorrer do tempo, todos da família do Jacob começam a pensar que o sr. Abe, por já ter sofrido muito com a guerra, e por causa da idade, está sofrendo de alucinações daquela época, pelos traumas que ele passou na infância, e ninguém acredita nele, quando ele diz que precisa das suas armas, pois não está seguro, -o avô dele tem um depósito de armas, que para ele não são apenas por hobbie, mais sim uma questão de segurança..- para Abe, a única pessoa que poderia acreditar nele seria seu neto… ele liga para Jacob, dizendo que está vendo os monstros e que não está seguro, e pede para que ele não vá até a sua casa. Para Jacob o avó está tendo mais alucinações do que nunca, e vai até a casa do avô para assegurar de que ele esteja bem etc., mas ao chegar lá, ele não encontra seu avô.. e a partir dai Jacob nos leva para uma jornada repleta de situações e personagens que não nos deixam desgrudar do livro um só instante.

“Eu tinha acabado de aceitar que minha vida seria apenas comum quando coisas extraordinárias começaram a acontecer comigo.”

  • Para começar só tenho uma coisa a dizer: incrível!! Esse livro é maravilhoso, mágico e mais um montão de coisas!! Haha. 
  • A ideia inicial de Ransom Riggs para o livro era fazer um livro de fotografias antigas, pitorescas, que, assumindo uma determinada sequência, contariam uma história visual. A partir daí, Riggs teve a feliz ideia de criar uma narrativa e usar as fotografias para ilustrar a história.
  • As fotografias em preto e branco ilustrando situações narradas no livro, colocadas em pontos estratégicos pelo autor para aguçar a nossa curiosidade.. Segundo o autor, as fotos são reais, emprestadas de amigos colecionadores de fotografias antigas.

“Queria agir como se não me importasse com as últimas palavras, mas eu me importava.”

  • Eu amei todos os personagens! Emma, Millard, a Ave etc. A narrativa, a edição, as fotografias, seu toque sobrenatural e o mistério envolvendo a srta. Peregrine, seu orfanato e as crianças que lá viviam.
  •  Ransom Riggs é um ótimo contador de histórias, e sua narrativa juvenil vai agradar em cheio os leitores de todas as idades.
  • O livro foi adaptado para o cinema pela Fox, com direção de Tim Burton. O mago dos filmes góticos! O filme estreia em setembro de 2016. Trailer aqui!

Algumas frases que amei: 

“-Parece que você está desistindo. Estou desapontado. Você não me parece uma pessoa que desista das coisas.”

“Eu a amava, é claro, mas em grande parte porque amar a mãe é obrigatório, não porque ela fosse alguém que eu achasse que gostaria muito se conhecesse andando na rua.”

“-Quando alguém não o deixa entrar, você acaba parando de bater. Entende o que quero dizer?”

“(…) Tudo por causa de uma ferida de setenta anos que, de alguma forma, tinha sido transmitida para mim como uma herança venenosa, e de monstros que eu não podia enfrentar porque já estavam todos mortos, impossíveis de matar ou castigar. – estavam além de qualquer tipo de ajuste de contas.”

Comenta ai se você se interessou em ler o livro, se sim, garanto que não irá se arrepender! E, se você já leu o livro, comenta ai o que achou! Beijo 🙂

http---signatures.mylivesignature.com-54494-223-2CC7EC01C2A2D367655FA40B8E2B98B9

 

Resenha: A Linguagem das Flores

CAPA-A-linguagem-das-flores

Título: A Linguagem das Flores                         Autora: Vanessa Diffenbaugh
Páginas: 304
Editora: Arqueiro
Estrelas: 🌟🌟🌟🌟 4/5 

Sinopse: Victoria Jones sempre foi uma menina arredia, temperamental e carrancuda. Por causa de sua personalidade difícil, passou a vida sendo jogada de um abrigo para outro, de uma família para outra, até ser considerada inapta para adoção. Ainda criança, se apaixonou pelas flores e por suas mensagens secretas. Quem lhe ensinou tudo sobre o assunto foi Elizabeth, uma de suas mães adotivas, a única que a menina amou e com quem quis ficar… até pôr tudo a perder. Agora, aos 18 anos e emancipada, ela não tem para onde ir nem com quem contar. Sozinha, passa as noites numa praça pública, onde cultiva um pequeno jardim particular. Quando uma florista local lhe dá um emprego e descobre seu talento, a vida de Victoria parece prestes a entrar nos eixos. Mas então ela conhece um misterioso vendedor do mercado de flores e esse encontro a obriga a enfrentar os fantasmas que a assombram. Em seu livro de estreia, Vanessa Diffenbaugh cria uma heroína intensa e inesquecível. Misturando passado e presente num intricado quebra-cabeça, A linguagem das flores é essencialmente uma história de amor – entre mãe e filha, entre homem e mulher e, sobretudo, de amor-próprio.

A-Linguagem-das-Flores1.jpgA história vai intercalando com o antes e o depois, contando a história da Victoria no passado quando tinha 9 anos e o presente quando ela já está com 18. Victoria é uma menina revoltada que fora abandonada pela mãe ainda bebê, e desde então vivia em casas de adoção tentando encontrar uma família disposta a ficar com ela. E sendo adotada por famílias no mesmo passo que era devolvida pelas mesmas. Isso foi fazendo com que ela ficasse cada dia mais rancorosa, por ter sofrido muito como órfã, as pessoas ruins que ela encontrou no caminho, os momentos de tristeza que foram matando a esperança daquela garota. Até certo dia, quando uma mulher chamada Elizabeth decide que quer adota-lá, no começo ela é a mesma Victoria rancorosa, mas com o tempo Elizabeth consegue ir conquistando-a aos poucos. 

A-Linguagem-das-Flores3

 

Elizabeth uma mulher marcada pelo passado, consegue quebrar um pouco a casca que envolve o coração da garotinha de 9 anos, ao mesmo tempo que ela tenta se conciliar com a sua irmã Catherine. Ela ensina a Victoria a linguagem das flores, e por elas Elizabeth tenta se comunicar com a sua irmã. Essa linguagem vai ser muito importante para Victoria no futuro. Depois de momentos felizes ao lado de Elizabeth, Victoria faz algo que ela considera imperdoável, e pede para ser devolvida a casa de adoção, mas agora ela já está com dez anos de idade e não poderá mais ser adotada por ninguém, e irá viver em casas da assistência governamental para órfãs. Quando completa dezoito anos ela sai da casa de assistência governamental para garotas na qual vive há dez anos. E ai vai contando a atual situação de Victoria depois de ter sido emancipada, onde ela irá conhecer alguém que tentará ajuda-la e também irá reencontrar alguém do passado, e esse passado será revelado aos poucos, o que de tão grave ela pôde ter feito. 

imagem transparente png.png

  • É uma história conflitante, muitas vezes me pegava sentindo várias emoções enquanto lia. Por se tratar de temas fortes, a autora mostra bem como são esses termos da adoção e o quanto as crianças podem acabar sofrendo com isso.
  • É uma linda história, mostra sentimentos, dores, fragilidades, e as tristezas como na vida real.
  • A capa do livro pode aparentar que a história irá se tratar de um romance delicado. Mas não, caro friend, a história não tem nada desse tipo de delicadeza. É uma história delicada em outros sentidos.
  • Achei muito bonita a capa do livro, gostei da diagramação, e as folhas são amareladas.
  • Por se tratar de uma história em que a personagem já sofreu bastante sendo muito nova, ela acaba se tornando muito rancorosa etc. OK. Porém, em alguns momentos eu senti raiva da Victoria, porque ela ser rancorosa eu entendo, mas ser tão burra e a mente limitada até certo ponto, irrita muito! Não é que irrite, mas dá vontade de entrar no livro e mandar a personagem se tocar, sabe? -KKKKK- De falar com ela: O minha filha, por favor! Mas eu até entendo também, por tudo que ela passou acabou se tornando muito amargurada.
  • No final do livro vem um dicionário das flores da Victoria, e pode ter certeza de que eu irei consultá-lo quando quiser saber o significado de uma flor. E por fim eu gostei bastante do final do livro, achei que foi muito bom e digno, por se tratar de uma pessoa que foi sozinha a vida inteira.
  • A Linguagem das Flores é um livro de emoções e sentimentos. Depois de lê-lo, agora sempre que eu olhar para uma flor irei me perguntar o significado dela! E nesses momentos sempre irei consultar o dicionário no final do livro! 

Comenta ai o que você achou do livro, se pretende lê-lo ou se já leu conta ai a sua experiência! Beijo 🙂

http---signatures.mylivesignature.com-54494-223-2CC7EC01C2A2D367655FA40B8E2B98B9

 

Resenha: Sangue Mágico

Olá terráqueo, tudo beleza?

Gente, eu fiz um post falando sobre os livros que eu estava lendo no momento, esse post AQUI. Terminei de ler o livro: Sangue Mágico. Então vamos a resenha! 

FIu2UihFTzUSWZsWyqt106j4cL8-KpSh7vd7NtIls50

Título: Sangue Mágico 01                                      
Série:  Kate Daniels
Autora: Ilona Andrews
Páginas: 256
Editora: Saída de Emergência
Estrelas: 🌟🌟🌟🌟 4/5 

Sinopse: Se não fosse pela magia, Atlanta seria uma boa cidade para se morar… A magia chega como uma onda e tudo para de funcionar: os carros não ligam, as armas se tornam inofensivas. No momento seguinte, a energia já se dissipou e a tecnologia reassume o controle, fazendo com que os feitiços de proteção já não sejam capazes de defender a sua casa da ameaça de monstros. Nesse mundo, arranha-céus são derrubados por ataques violentos de magia; homens-lobo e homens-hiena vagam pelas ruas em ruínas; e os mestres dos mortos, necromantes levados pela sede de poder, controlam vampiros com o poder da mente. Nesse cenário vive Kate Daniels, uma menina impulsiva e destemida que não leva desaforo para casa. Seu sangue a torna um alvo e, por isso, ela passou boa parte da vida escondida em meio à multidão. Mas quando seu guardião é assassinado, Kate precisa fazer uma escolha: deve continuar na segurança do anonimato ou perseguir o assassino e vingar a morte dos inocentes? 

IMG_2317

  • Ilona Andrews é o pseudônimo de uma dupla de escritores, marido e mulher. Ilona nasceu na Rússia e Gordon é ex-Sargento do Exército Norte-Americano. Se conheceram na faculdade, na aula de Introdução à Redação, e, desde então, se uniram para sempre, inclusive na literatura.
  • Eu gostei da capa do livro, achei muito bonita e também por que já mostra bem como é a personagem Kate com a sua espada conhecida como matadora. As folhas do livro são amareladas! ❤ 
  • Sangue Mágico é o primeiro volume da série “Kate Daniels” composta por 10 volumes, 8 já publicados no país de origem, e os outros dois ainda em construção, fora os contos, prequel e novelas.
  • Esse livro é uma espécie de distopia mesclada com o fantástico. E como eu amo distopias isso foi também um ponto a se acrescentar para que eu começasse a ler!
  • Dei 4 estrelas por que o livro para mim passou a se tornar MAIS interessante lá pelo capítulo sete, oito, nove e dez, que é o último capítulo. Os primeiros seis capítulos não me prenderam muito. 
  • Gostei da personalidade da personagem principal, Kate, que mostra bem quem ela é: uma guerreira urbana. Apesar de que em alguns momentos eu senti ‘raivinha’ pela personagem, mas personagem bom é personagem que tem defeitos, e não aquele super perfeito, não é?
  • Também gostei do mundo criado pelos autores. Levei um tempinho para gravar alguns detalhes, as espécies de seres mágicos que existem nesse mundo, e o nome de alguns personagens, mas nada demais. Uma coisa que me incomodou um pouco também foi a narrativa que é descritiva demais, as cenas eram mostradas muito detalhadamente e isso acabou cansando a leitura para mim, nos primeiros seis capítulos.

Ilona Andrews
Depois de um apocalipse mágico, a magia transformou o mundo em um lugar perigoso para morar, e é nele que a protagonista Kate Daniels vive, mais especificamente em Atlanta. Quando a magia está em uso a energia elétrica acaba, os carros falham, os aviões caem do céu, mas quando a magia some e a tecnologia assume o controle o perigo pode estar à espreita de sua casa e é neste momento que os feitiços falham e os monstros podem atacar. Em Sangue Mágico temos vários seres sobrenaturais, como os homens-lobo, vampiros, mestres dos mortos, metamorfos e várias outras criaturas. 

“A magia não podia ser medida nem explicada em termos científicos, pois crescia através da destruição dos próprios princípios naturais que tornavam possível a ciência tal como as pessoas conheciam.”

Kate é uma mercenária e atualmente trabalha para a Associação dos Mercenários. O trabalho dela é matar as criaturas perigosas, e recebe dinheiro por isso. Mas quando seu guardião é assassinado, Kate precisa desistir de seu anonimato e embarcar em uma investigação para descobrir o assassino e vingar a morte de seu guardião, que era a última pessoa que ela considerava de sua família viva. No meio do caminho ela acaba conhecendo o Senhor das Feras, para os mais íntimos Curran, que é o líder da Matilha. 
A cidade de Atlanta é dominada pela Ordem (eles se denominaram pessoas que ”ajudam” as pessoas), a Nação (vampiros) e a Matilha (metamorfos). Como já falei também existe a Associação dos Mercenários (o próprio nome já explica tudo), e por último o governo e as unidades policiais, mas isto não foi muito explorado na trama. Sobre o mundo criado pelos autores não é possível explicar muito, pois é bem complexo. Você entenderá melhor enquanto estiver lendo o livro.
“-Que tipo de mulher cumprimenta o senhor das feras com um ‘aqui, gatinho’? -Uma muito especial.”
Os personagens secundários também são importantes para a história. A história tem mistério, sarcasmo, humor, aventura e exige que a Kate mostre mais de si, nela vemos que ela é bastante corajosa, leal, destemida… também mostra uma faísca de romance ali entre Kate e Curran, mas só fica na faísca mesmo. Esse livro se concentra mais em apresentar esse mundo fantástico criado pelos autores. Se for para rolar um romance entre os dois, talvez seja nos próximos livros. (Espero que sim!!!) Curran é um pouco misterioso, e também bem forte, por ele ser o metamorfo mais poderoso de Atlanta, é atraente e leal a sua matilha. Esse mundo mágico criado por Andrews é fantástico, literalmente. É um mundo mágico bem inovador. Tem ação, aventura, mistério, traição… quem é fã de fantasia vai amar esse universo mágico!
Quotes:

“Quando a vida encurrala você e não oferece escapatória, quando seus amigos, sua amante e sua família o abandonam, quando você está no fundo do poço, em pânico, sozinho e perdendo a cabeça, sabe que daria  qualquer coisa para fazer seus problemas desaparecerem.”

“Se você não consegue fazer algo desaparecer, espere até que se canse.”

“-Alguém quer conhecer você. -Diga para entrar na fila. -Não estou brincando. -Você nunca brinca porque está sempre muito ocupado provando que é durão. Fala sério, capa de couro preto. No meio da primavera em Atlanta? Além do mais, não tenho tempo para conhecer ninguém.”

“A mente humana pode imaginar muita coisa.”

“Balancei a cabeça, atirando lembranças para longe de mim como um cão molhado sacode a água.”

Comenta ai se você já leu esse livro ou se pretende ler! Beijos 🙂 
http---signatures.mylivesignature.com-54494-223-2CC7EC01C2A2D367655FA40B8E2B98B9

 

 

Resenha: Eu Te Darei O Sol <3

book.png

Título: Eu Te Darei o Sol
Autora: Jandy Nelson
Páginas: 384
Editora: Novo Conceito
Estrelas: 🌟🌟🌟🌟🌟 5/5 

Esse livro é simplesmente fantástico! A história dele é linda e emocionante e tem uma sensibilidade, que, nem todos os autores acham esse tipo de equilíbrio do drama sem chegar ao melodramático. Ele é um dos meu livros favoritos! ❤ Ainda consigo sentir o turbilhão de emoções geradas enquanto lia: confusão, espanto, medo, raiva, paixão, cumplicidade e o mais belos tipos de amor. Além de que eu amei o nome e a capa do livro. E os personagens moram perto do mar, o que significa sol, mar e todas essas sensações lindas que só de pensar em ‘praia, cheirinho do mar…’ eu me lembro.

Sinopse: Noah e Jude competem pela afeição dos pais, pela atenção do garoto que acabou de se mudar para o bairro e por uma vaga na melhor escola de arte da Califórnia. Mal-entendidos, ciúmes e uma perda trágica os separaram definitivamente. Trilhando caminhos distintos e vivendo no mesmo espaço, ambos lutam contra dilemas que não têm coragem de revelar a ninguém. Contado em perspectivas e tempos diferentes, EU TE DAREI O SOL é o livro mais desconcertante de Jandy Nelson. As pessoas mais próximas de nós são as que mais têm o poder de nos machucar.

Toda a história é contada pelo ponto de vista dos dois irmãos, o Noah e a Jude. O capítulo do Noah mostra o passado, lembranças da infância deles. Sabe, quando você tá lendo o capítulo do Noah e vendo a história pelo ponto de vista dele, tem momentos que você fica com raiva da Jude, do que aconteceu e etc… mais dai o capítulo muda e você fica com o gostinho de quero mais daquela história. Louca pra saber o que aconteceu realmente. Mas ai entra o capítulo contado pela irmã dele que se passa na situação deles no presente e a raiva que você sentiu antes passa, por que você também vê o que e como foi tudo para ela. E o que é bom, por que você tem os dois lados da história. E fazer essa passagem entre passado e presente é uma das coisas que te deixa mais ansiosa para descobrir os segredos e o final da história e ao memso tempo não quer que ela acabe. E é incrível como no final da história outros personagens se ligam um ao outro.

Ao contrário da maioria dos livros do gênero jovem adulto maduro, Eu te darei o Sol foca nas dificuldades que permeiam o relacionamento dos gêmeos Noah e Jude. Desde pequenos os irmãos disputam a atenção dos pais: Noah, um garoto diferente e introspectivo, sempre se sentiu mais próximo da mãe. Para ele, seu pai o julga por ser diferente, por ser um.. artista e não um atleta. Já com a Jude é o contrário, ela sempre se sentiu mais ligada ao pai, porque eles são aventureiros e destemidos. O sonho dela era ter a aprovação da mãe, era que ela a amasse e aceitasse da mesma forma que fazia com o Noah. Entretanto, por mais que eles competissem pela atenção dos pais, Noah e Jude nunca deixaram a amizade, e o amor que sentiam um pelo outro de lado – pelo menos não até o fatídico aniversário de quatorze anos, foi naquele ano que tudo mudou. Dois anos depois da tragédia os gêmeos não conversam mais e são opostos das crianças que um dia foram. Jude, um antigo raio do sol, virou uma adolescente sem amigos, que conversa com o espírito da vó morta, que tem certeza que a mãe é responsável pelo azar que domina sua vida, e que carrega nos ombros o peso das mentiras que contou dois anos atrás. Enquanto Noah, que era um artista nato e que via beleza onde ninguém mais era capaz de enxergar, virou um rapaz popular e normal, deixando o peso dos erros do passando afogar o brilho que ele tinha nos olhos. Então a questão é: o que aconteceu para esses jovens mudarem tanto? Curiosos? Leiam o livro e conheçam a história! 😀 ❤

Algumas Frases Do Livro:

“Rapidamente faço um pedido. Arrisque-se (uma, duas, três, quatro vezes). Reconstrua o mundo.”

“Não sei como isso é possível, mas é: uma pintura é ao mesmo tempo exatamente igual e completamente diferente todas as vezes que você olha para ela. É assim que são as coisas entre mim e Jude agora.”

“…Nossas personalidades reais escondidas nas profundezas destas personalidades impostoras…”

“Penso em como a mamãe disse a Noah que era responsabilidade dele ser fiel ao seu coração. Nenhum de nós tem sido. Por que é tão difícil? Por que é tão difícil saber o que significa essa fidelidade?”

“As vezes quando você surfa, você pega uma onda e percebe que está “sem chão”, de repente, sem aviso, você se vê caindo diante da parade de água. Sinto-me assim.”

Vejam o book trailer:

O livro vai virar filme! A Warner Bros adquiriu os direitos de adaptação do livro. Tô imaginando aqui quem serão os atores!?

Beijo 🙂

—Fransiely Karla.

Resenha: A Herdeira

11402710_641813165952331_8881216397405502025_n.jpgTítulo: A Herdeira #04
Série:  A Seleção
Autora: Kiera Cass
Páginas: 361
Editora: Seguinte
Estrelas: 🌟🌟🌟🌟🌟 5/5 

 

Resenhas de A SeleçãoA Elite e A Escolha.

 


unnamed

SINOPSE: Vinte anos atrás, America Singer participou da Seleção e conquistou o coração do príncipe Maxon. Agora chegou a vez da princesa Eadlyn, filha do casal. Prestes a conhecer os trinta e cinco pretendentes que irão disputar sua mão numa nova Seleção, ela não tem esperanças de viver um conto de fadas como o de seus pais… Mas assim que a competição começa, ela percebe que encontrar seu príncipe encantado talvez não seja tão impossível quanto parecia.


Em The Heir nós vemos a Eadlyn, filha da America e do Maxon e a futura rainha de Illéa. 

Quando comecei a ler esse livro achei a Eadlyn insuportável! Mas depois de algumas páginas de leitura eu fui me identificando muito com ela. 

Em A Herdeira teremos mais uma seleção, só que desta vez, uma seleção diferente, serão trinta e cinco garotos que irão tentar conquistar o coração da difícil Eadlyn.. E essa garota não é fácil não, amigo. A Kiera fez essa personagem de uma personalidade muito forte, assim como a da America, só que de um jeito diferente…

O pai dela, o príncipe Maxon, é quem propõe essa seleção para tentar mais uma vez ter um pouco de paz no reino. Enquanto ele e a America reinam não existe mais definições por castas. As castas foram excluídas, eles fizeram com que tudo ficasse de igual para igual, mais ainda assim, existem muitos rebeldes e coisas para serem ajustadas…

Quando o Maxon propõe essa idéia para a filha, ela bate o pé e diz que não irá fazer parte de nenhuma seleção, e que pode muito bem governar o país sozinha sem um marido ao lado. Mas vendo o cansaço do pai e da mãe e todos os seus esforços, ela concorda com a seleção, mas com uma condição: Se ela não se apaixonasse por um dos 35 garotos, não seria obrigada a casar com nenhum deles. 

America e o Maxon tiveram quatro filhos, a Eadlyn e o Ahren que são gêmeos, depois o Kaden e o mais novo Osten.

“Nunca consegui prender a respiração por sete minutos. Nem sequer por um. Uma vez tentei correr um quilômetro e meio em sete minutos depois de descobrir que alguns atletas faziam isso em quatro, mas fracassei espetacularmente quando pontadas na lateral do abdome me deixaram exausta no meio do percurso. Contudo, há uma coisa que consegui fazer em sete minutos que a maioria das pessoas consideraria bem impressionante: me tornar rainha.”

Por sete minutos de diferença entre o irmão e ela, Eadlyn já nasceu para ser rainha, e desde criança foi treinada para isso, para esse cargo. E creio que isso seja um dos motivos para ela ser tão mimada, e isso no caso é bem irritante.

Marlee se casa com o soldado Woodwork e tem dois filhos: o Kyle e a Josie.

Os filhos da Marlee cresceram juntos com os da America, no palácio, o Kyle não se dá bem com a Eadlyn, ele á acha muito mimada, e uma coisa que me fez gostar mais ainda dele, é que ele encara a Eadlyn e não tem medo de falar a verdade na cara dela só porque ela será a futura rainha.

“Você tem um emprego como qualquer outra pessoa. Pare de agir como se ser rainha fizesse de você alguém melhor ou pior que os outros.”

E por algum tipo de milagre, ou não, alguém envia um cartão preenchido para que o Kyle participe da seleção. E ninguém sabe quem fez isso. (espero descobrir no último livro da série que será: The Crown: A Coroa.)

Para a Eadlyn, fazer a seleção, se apaixonar, significa fraqueza, fragilidade.

“O amor servia apenas para destruir nossas defesas, e eu não poderia me dar esse luxo.”

Mas quando a seleção começa, tudo muda. Os meninos são envolventes, inteligentes, vaidosos e ao conhecer seus trinta e cinco pretendentes, Eadlyn percebe que talvez se apaixonar não seja tão ruim como ela imaginava que seria.

“Tem sido mais difícil do que eu imaginava, com tantos desastres pelo caminho. E não sou tão boa quanto outras garotas em mostrar minhas emoções. Passo a impressão de não me importar com nada, mesmo quando me importo. Gosto de guardar as coisas para mim. Sei que parece ruim, mas é verdade.”

O final do livro é uma grande BOMBA para os fãs de a seleção. O que é aquele final? Gente do céu! No último livro, pelo anjo, tudo dará certo! Assim espero!


 

Processed with Rookie Cam
Frases Favoritas:

“— Você é como a sua mãe e a minha. É determinada. E talvez o mais importante: não gosta de fracassar. Sei que tudo isso vai funcionar. No mínimo, porque você vai se recusar a deixar o contrário acontecer.”

“Não sei se alguém sabe o que procura até encontrar.”

“Eu era Eadlyn Schreave. Nenhuma pessoa era tão poderosa quanto eu.”

“- Não sei ao certo se acredito em destino. Mas posso dizer que às vezes aquilo que você mais deseja vai cruzar sua porta determinado a te evitar a qualquer custo. E, ainda assim, de algum jeito, você descobre que é suficiente para fazê-lo ficar.”


Beijo 🙂

—Fransiely Karla.